Os resíduos (lixo) são todos os materiais que resultam das atividades humanas e que muitas vezes podem ser aproveitados tanto para reciclagem como para sua reutilização.

 

Em Lucas do Rio Verde hoje existe a mecanização da coleta de resíduos (úmido e reciclável) e o SAAE é responsável pela coleta de lixo doméstico. A autarquia possui 3,7 mil contentores (atendendo 100% do município), dois veículos lavadores de contentores e cinco caminhões de coleta, que realiza a coleta seletiva do lixo de todo o município (urbano e zona rural).

 

No Ecoponto os trabalhadores realizam a separação do lixo reciclável.

Após a coleta, todos os resíduos são destinados ao Ecoponto. No local, o resíduo reciclável é separado, prensado e destinado a comercialização. Os demais resíduos coletados e o refugo (sobra da reciclagem) são destinados ao aterro sanitário, que é comandado por uma empresa terceirizada.

 

No Ecoponto, o material é separado e comercializado pela Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Lucas do Rio Verde (Acorlucas), composta por mais de 12 famílias.

 

 

CONHEÇA OS TIPOS DE RESÍDUOS QUE ESTÃO NO NOSSO DIA A DIA:

  • Resíduos Sólidos Urbanos: divididos em materiais recicláveis (metais, aço, papel, plástico, vidro, etc.) e matéria orgânica.
  • Resíduos da Construção Civil: gerados nas construções, reformas, reparos e demolições, bem como na preparação de terrenos para obras.
  • Resíduos com Logística Reversa Obrigatória: pilhas e baterias; pneus; lâmpadas fluorescentes de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista; óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens; produtos eletroeletrônicos e seus componentes; entre outros a serem incluídos.
  • Resíduos Industriais: gerados nos processos produtivos e instalações industriais; normalmente, grande parte são resíduos de alta periculosidade.
  • Resíduos Sólidos do Transporte Aéreo e Aquaviário: gerados pelos serviços de transportes, de naturezas diversas, como ferragens, resíduos de cozinha, material de escritório, lâmpadas, pilhas, etc.
  • Resíduos Sólidos do Transporte Rodoviário e Ferroviário: gerados pelos serviços de transportes, acrescidos de resíduos sépticos que podem conter organismos patogênicos.
  • Resíduos de Serviços de Saúde: gerados em qualquer serviço de saúde
  • Resíduos Sólidos de Mineração: gerados em qualquer atividade de mineração
  • Resíduos Sólidos Agrossilvopastoris (orgânicos e inorgânicos): dejetos da criação de animais; resíduos associados a culturas da agroindústria, bem como da silvicultura; embalagens de agrotóxicos, fertilizantes e insumos.